sábado, 31 de agosto de 2013

CSP irá aumentar faturamento após instalação na ZPE

Zona de Processamento de Exportação, a primeira a ser instalado no Brasil, foi inaugurada ontem pelo governador Cid Gomes, no Complexo do Pecém. Três empresas já anunciaram projetos para o local

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), depois de instalada completamente na Zona de Processamento de Exportação (ZPE), do Ceará, vai faturar o equivalente a 40% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) industrial do estado e será responsável por 8% de todas as riquezas produzidas no estado.
Os dados foram apresentados ontem durante a inauguração da primeira ZPE em funcionamento no Brasil. A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), a Vale Pecém S.A, e a cearense Durametal serão as primeiras empresas da ZPE cearense, localizada no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), entre São Gonçalo do Amarante e Caucaia.

Para o governador Cid Gomes, uma das principais características para o desenvolvimento da ZPE é a sua localização junto ao Complexo Portuário do Pecém. “Essa Zona é um marco para o desenvolvimento econômico do Ceará. A sua localização vai facilitar as exportações para diferentes países do mundo. Destaco ainda os empregos gerados, a CSP já emprega 3.100 cearenses”, pontua. Para Cid, os investimentos ao longo dos anos da Companhia Siderúrgica já podem ser considerados o maior da história do estado, com 12 bilhões investidos.

A estimativa do presidente da CSP, Marcos Chiorboli, é que a Companhia opere na sua totalidade em dezembro de 2015, impactando de forma imediata no PIB cearense. “Por essa ZPE vão passar todas as nossas matérias primas que vão gerar a produção das placas. A ausência dessa Zona inviabilizaria nosso plano de desenvolvimento”, comenta. A CSP trabalha agora para atrair outras empresas para entrarem na cadeia de fornecimento para o abastecimento da Siderúrgica.
 
Exportação
A legislação brasileira exige que 80% do que é produzido na ZPE seja para exportação. A empresa fica livre de pagar qualquer tipo de imposto e pode fazer as transações comerciais na moeda que desejar.

Dividida em duas etapas, a primeira fase já esta alfandegada pela Receita Federal, onde foi montado um escritório do órgão dentro da Zona, além de área segregada destinada à empresa Administradora da ZPE e aos demais órgãos anuentes. Na obra, o Governo do Estado investiu R$ 54 milhões.

“Ficamos muito felizes em sermos pioneiros no Brasil. Esse é um modelo de sucesso que já é trabalhado no mundo inteiro. Vamos buscar agora incentivar outras empresas a se instalarem dentro da ZPE”, destaca Cesar Ribeiro, presidente Companhia Administradora da ZPE. Segundo ele, o Governo segue em negociação para atrair mais duas empresas para a ZPE Pecém até o final do ano.
o povo

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

3 PMs sofrem ataques criminosos em menos de 72 horas em Fortaleza

Foram registrados, em menos de 72 horas, ataques a três policiais militares na Capital. O soldado do 5º Batalhão, conhecido por Alexandre, foi baleado na mão, após uma tentativa de assalto no bairro Vila Pery, na tarde desta sexta-feira (30). O policial foi surpreendido por dois homens que o abordaram com a intenção de roubar a moto do PM.
Cabo da Polícia Militar Nazareno Pinheiro de Melo foi morto durante o trabalho. FOTO: JL ROSA/AGENCIADIARIO.
Ao perceberem que a vítima era um policial, os suspeitos desistiram de levar a motocicleta e roubaram a arma do policial, uma pistola 380. Antes de ir embora, os homens o balearam na mão, de acordo com as informações do supervisor do Comando de Policiamento da Capital, major Elísio Azevedo. Viaturas próximas à área fizeram uma busca, mas os suspeitos não foram encontrados.
Policiais são mortos a tiros
Ainda nesta sexta-feira (30), o cabo da Polícia Militar Nazareno Pinheiro de Melo, 45, foi morto no cruzamento das avenidas Soriano Albuquerque e Monsenhor Bruno, no bairroJoaquim Távora, no momento em que fazia a segurança particular de um estabelecimento nas proximidades do local.
A vítima foi abordada e baleada por 2 homens que estavam em uma motocicleta. O caso será investigado Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Na última terça-feira (27), o sargento da reserva da Polícia Militar Otacílio de Souza Rodrigues, 56, foi assassinado no Conjunto Tamandaré, no bairro São Cristóvão. Ele e um comerciante foram mortos a tiros por um homem que estava em um carro modelo Astra, na cor branca.O crime está sendo investigado pela Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP)
Policial morre após sofrer acidente na Capital
O soldado da Polícia Militar, Ivanildo José de Freitas, morreu após ficar gravemente ferido em um acidente nas avenidas Engenheiro Santana Jr. e Padre Antônio Tomás, na tarde desta sexta-feira (28). A vítima ainda chegou a ser atendido através de helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) no local e encaminhado ao Instituto Dr. José Frota(IJF), onde foi encaminhado para cirurgia, mas não resistiu.

Caucaia tem o maior reajuste salarial dos professores da região metropolitana

De acordo com levantamento realizado pela Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), observando os índices de reajustes conquistados pelos professores municipais junto às prefeituras da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), Caucaia é o município com o maior índice de reajuste na região. Após intensas atividades, paralisações e greve da categoria, os profissionais do magistério de Caucaia conquistaram 12,32% de reajuste linear, que inclui piso e demais níveis salariais.

Sendo assim, a cidade perfila como tendo um dos melhores pisos salariais da RMF, com uma remuneração inicial de R$ 1.629,00. Já o menor reajuste foi encontrado em São Gonçalo do Amarante, com apenas 5%. As informações foram colhidas junto aos sindicatos de servidores municipais. O estudo da Federação constata os seguintes números:
Cidade - RMFÍndice de Reajuste
Aquiraz8,00%
Beberibe7,90%
Cascavel7,97%
Caucaia
12,32%
Eusébio6,80%
Fortaleza7,97%
Guaiuba8,00%
Horizonte8,00%
Itaitinga7,00% - base. Sendo ainda de 9,00% Graduado e pós-graduado de 11,00%. Todos receberam a ascensão funcional de 2,50%
Maracanaú8,00%
Maranguape8,00%
Pacajus8,00%
Pacatuba7,99%
Pindoretama8,00%
São Gonçalo do Amarante
5,00% - Professores em sala de aula

Piso maior que o MEC
A remuneração base dos professores da cidade também é maior que o estipulado pelo Ministério da Educação. Hoje, Caucaia tem um piso 4% acima do valor indicado pelo Ministério, que é de R$ 1.567, estando também acima do piso estadual, que hoje é de R$ 1.613,56.

Vitórias históricas
Catarina Lima, presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Caucaia (Sindsep) avalia que as conquistas não são pouca coisa, considerando que Caucaia, dentre as maiores cidades do Ceará, ficou à frente de Fortaleza e Maracanaú, os dois municípios de maior Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

Além do piso salarial, a categoria conquistou diversos instrumentos que incidem na valorização dos servidores da educação, como a reposição de perdas salariais; conversão da licença-prêmio em pecúnia para professores readaptados; horário corrido para as turmas de tempo integral das creches; e convocação todos os professores aprovados em concurso no segundo semestre de 2013.

"O que possibilitou a melhoria para os professores foi muita luta, que partiu de uma decisão política do nosso Sindicato de fazer frente ao executivo municipal e efetivar direitos. Fixamos como nossa responsabilidade conduzir esta categoria às vitórias, que agora podemos comemorar. O sindicato de servidores e os professores de Caucaia estão no caminho certo", avalia Catarina Lima.

Paralisação no dia 30 de agosto
Mas mesmo diante das vitórias, os trabalhadores do serviço púbico do município acreditam que é necessário avançar ainda mais. Por isso, o Sindsep convoca agenda nacional da greve geral da categoria, que será realizada no do dia 30 de agosto (sexta-feira), a partir das 9 horas, na Praça da Câmara de Caucaia. O tema central dos atos é a defesa do trabalho decente no serviço público municipal.

Pauta:
· Plano de carreira para os servidores de nível médio e fundamental;
· Equipamentos de proteção individual para os auxiliares de serviço gerais, merendeiras e demais servidores que necessitarem;
· Auxílio transporte e alimentação para todos os servidores;
· Reajuste para os servidores inativos;
· Ampliação do planejamento dos professores para 1/3 ;
· Implantação da seleção para diretores das escolas municipais;
· Transformação do risco de vida em insalubridade e ampliação dos percentuais;
· Implantação de produtividade para os servidores do CEO e UPA e correção da produtividade dos servidores de nível médio dos hospitais;
· Implantação das 30hs da saúde sem redução de salário;
· Insalubridade para todos os servidores dos hospitais;
· Fim do fator previdenciário;
· 10% do PIB para a educação;
· 10% do orçamento da União para a Saúde;
· Transporte público e de qualidade e mobilidade urbana;
· Valorização dos aposentados;
· Reforma agrária;
· Suspensão dos leilões de petróleo;
· Contra o PL 4330, sobre terceirização.

Outras informações:
Enedina Soares – 9172.6185
Última atualização: 29/08/2013 às 14:25:21

Vereador apresenta Projeto de Lei que beneficia meia entrada para professores

O vereador Kiko, do município de Caucaia, apresentou na Câmara Municipal Projeto de Lei que estabelece o benefício da meia-entrada para professores da rede pública de ensino em espetáculos culturais.  
 
O Projeto vai garantir o benefício sob apresentação de contra-cheque. Segundo a justificativa do Projeto, a iniciativa vai cobrir o investimento em cultura, lazer e informação para os profissionais do magistério da cidade. “Tudo o que for feito para prestigiar os professores é válido. Entendemos que se faz necessário apresentar formas de compensação ao magistério, como estímulo à participação em eventos culturais, esportivos e de lazer, também incentivando a aquisição e disseminação de novos conhecimentos”, disse.
 
Depois de aprovada no Legislativo o Projeto agaurdaria sanção do Prefeito.

sindsep

Ibama concede licença para obras de ampliação do Porto do Pecém


Porto do Pecm 7
O Terminal Portuário do Pecém, localizado no município de São Gonçalo do Amarante, terá suas obras de ampliação liberadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) por meio da Licença de Instalação para as obras de expansão do seu Terminal de Múltiplo Uso (TMUT).As obras de expansão darão maior suporte às operações com carga geral, especialmente com produtos de siderurgia. Os serviços, já licitados, receberão um investimento da ordem de R$ 568 milhões. A Licença Prévia para a obra foi expedida pelo Instituto em junho deste ano.


A nova ampliação deverá atender aos futuros empreendimentos previstos para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), a Companhia Siderúrgica do Pecém - em implantação - , e as necessidades da Ferrovia Transnordestina, com trecho até o Pecém. As obras realizadas no porto são considerados fundamentais para o desenvolvimento do Estado. O consórcio Marquise/QG/Ivaí – vencedor da licitação da obra em 2011- será o executor das obras num prazo de 30 meses a contar da data de assinatura da Ordem de Serviços pela Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra).

Nesta segunda etapa da expansão o terminal portuário receberá uma nova ponte de acesso ao quebra-mar existente com 1.520 metros de extensão, pavimentação de 1.065 metros sobre o quebra-mar; a ampliação do quebra- mar em cerca de 90 metros; o alargamento em cerca de 33 metros da ponte; a construção de 600 metros de cais com dois berços de atracação de navios cargueiros ou porta-contêineres. Estes últimos equipamentos serão voltados para operação com carga geral e produtos da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) e da ferrovia Transnordestina. Está prevista também a ampliação do pátio da retro-área de   aproximadamente 69.000 metros quadrados.

Os dois berços de atracação serão voltados para a exportação de placas   da siderúrgica, enquanto a Ferrovia Transnordestina utilizará provisoriamente TMUT, cuja primeira etapa já foi entregue, até ter o seu próprio terminal. O secretário da Infraestrutura do Estado, Adail Fontenele, vê como fundamentais os investimentos no terminal portuário para fomentar a captação de empreendimentos de grande porte para o Estado, os quais resultarão em impactos positivos na economia estadual.

Primeira expansão


A primeira etapa de expansão do porto aconteceu em 2011, com a construção do TMUT, composto por dois berços, para atender navios porta-contêiner; ampliação do quebra-mar para mil metros; e o prolongamento da ponte existente, de 348 metros. O investimento foi de R$ 410 milhões. Com isso o Terminal ficou apto à receber a crescente demanda de movimentação de contêineres e carga geral, reafirmando sua vocação como porto concentrador de cargas e mantendo a sua consolidação de maior exportador de frutas e calçados do país. A capacidade estimada de movimentação de contêineres foi ampliada de 250.000 TEUS/ano para 760.000 TEUS/ano. Um TEUS equivale um contêiner de 20 pés de capacidade.



28.08.2013

Assessoria de Comunicação da Seinfra
Marco da Escóssia
Luiz Guedes
(85)3216.3763/65
@seinfrace (Twitter oficial da Secretaria da Infraestrutura do Estado)

Caucaia ganha outlet orçado em R$ 80 mi


A expectativa é que o empreendimento, o segundo do tipo no Nordeste, fique pronto em junho de 2014

Mais um empreendimento comercial deve aquecer a economia da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Orçado em R$ 80 milhões, o primeiro outlet do Ceará já está fase de construção e ficará localizado no município de Caucaia. A previsão é que a obra seja concluída em junho do próximo ano. O Outlet Fashion Fortaleza, que será o segundo do Nordeste - o primeiro deve ser inaugurado ainda este ano na Bahia -, ocupará uma área total de 200 mil metros quadrados e será baseado no modelo internacional, onde produtos de marcas famosas são encontradas em liquidação durante todo o ano.

O Outlet Fashion Fortaleza ocupará uma área total de 200 mil metros quadrados e será baseado no modelo internacional, onde produtos de marcas famosas são encontradas em liquidação durante todo o ano fotos: divulgação

O local vai abrigar 90 lojas das principais marcas internacionais e nacionais de enxovais, vestuário e calçados. Alguns nomes confirmados são: Nike, Calvin Klein, Mandi, Capodarte, Lacoste, Levi´s, Carmen Steffens, TNG e M. Martan. O projeto pertence à Varicred do Nordeste Empreendimentos e Participações e tem consultoria da About, empresa criada para prestar consultoria de planejamento e comercialização de outlets no Brasil.

Segundo o diretor de locação da About, André Costa, a escolha do local é feita de acordo com o interesse de lojistas, que buscam estar presentes na região e no potencial consumidor da área. "Atualmente, a Região Metropolitana de Fortaleza é a sexta do Brasil em população. Além disso, tem mostrado um crescimento muito atrativo no varejo e no consumo, fazendo aumentar o setor de shoppings na região", destaca.

A vocação turística do Estado poderá contribuir para o faturamento do outlet, uma vez que esse formato de negócio funciona bem em áreas de turismo

A estimativa é que cerca de 300 empregos diretos e indiretos sejam gerados apenas durante a construção do empreendimento. Após a inauguração do outlet, a previsão é que esse número passe para 800 empregos. As novas oportunidades devem suprir uma demanda de 4 milhões visitantes que devem passar por ano pelo local.

Consumidor

De acordo com André Costa, o Outlet Fortaleza deve trabalhar com dois diferentes grupos de consumidores. Ele ressalta que o aquecimento da economia proporcionou o crescimento do poder aquisitivo das classes B e C, o que impulsionou a construção do empreendimento. "O primeiro grupo é formado por pessoas que já consomem esses produtos de marcas, incluídos na classe A e B. Já o segundo público, ainda mais importante, é composto por consumidores que não costumam adquirir essas marcas nos shoppings tradicionais, por conta do preço, mas que no ambiente de vendas com desconto se torna um consumidor", avalia.

Parte desses consumidores também poderão ser fruto do turismo cearense. Conforme André Costa, o elevado volume de turistas que desembarcam por ano no Ceará irá agregar no faturamento do empreendimento. "O formato outlet sempre funcionou muito bem em áreas de turismo. Desenvolvemos projetos em regiões com grande potencial de consumo e com o adicional do turismo. É muito importante ter apelo turístico, pois visitantes podem estender a permanência para fazer um dia de compras nos outlets", comenta.

Mercado em expansão

Após uma tentativa frustada de se consolidar no mercado brasileiro nos anos 90, o segmento de outlets apresenta um novo período no Brasil. Sucesso nos Estados Unidos e na Europa, até pouco tempo, a palavra outlet era desconhecida dos consumidores e proibida entre investidores e varejistas.

Segundo a empresa de consultoria, até o fim de 2014, o Brasil terá dez empreendimentos do tipo em diferentes regiões. Além de Fortaleza, outros serão entregues até o ano que vem em São Roque (São Paulo), Camaçari (Bahia), Camboriú (Santa Catarina) e Rio de Janeiro. Junto dos já existentes, eles movimentarão R$ 2 bilhões anuais.

Desafio

O desafio comum será provar que o insucesso dos anos 1990 não se repetirá. Naquela época, o negócio não deu certo por uma série de motivos: os lojistas trabalhavam com pouco estoque; os empreendimentos foram projetados em regiões próximas dos grandes centros, e portanto dos shoppings tradicionais; as grandes marcas, com medo de canibalizar seus produtos, não aderiram ao modelo.

CE inaugura, hoje, primeira ZPE do País em operação

Logo mais, às 9h30 de hoje, será realizada a solenidade que irá inaugurar a primeira Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Brasil em operação. O evento contará com a presença do governador Cid Gomes, além de autoridades da Secretaria da Receita Federal e de lideranças do setor produtivo e empresarial do Estado.
A ZPE Ceará iniciou suas atividades desde o último mês de março, contando com 4.271,21 hectares de área cedida para zona de processamento. Quanto à área alfandegada pela Receita Federal, são mais de 570 hectares, que é onde está instalada a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). “A ZPE do Ceará foi a segunda a ser alfandegada, atrás do Acre – que não tinha cliente dentro da ZPE. Então, em termos operacionais, o Ceará tem a primeira com estrutura de alfandegamento e recebimento de mercadorias e estruturas metálicas para a construção da CSP”, destacou César. Apesar de ser a segunda alfandegada pela Receita Federal, no País, a ZPE do Ceará é a primeira com empresas já instaladas e em processo de instalação.
Criada, em 16 de junho de 2010, pelo decreto federal nº 14.794, a ZPE Ceará está localizada no município de São Gonçalo do Amarante - no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) -, a cerca de 60 km de Fortaleza. Por lei, a ZPE Ceará concede uma área total para ser utilizada à medida e no momento em que for necessitando e for aproveitando as novas indústrias que aqui vão se instalar, “gozando de benefícios fiscais, tributários, administrativos e cambiais, e, hoje, a exigibilidade é que 80% da receita das empresas sejam provenientes das exportações. O grande fundamento da ZPE é promover as exportações, no Brasil e no Estado, geração de emprego, difusão tecnológica, favorecimento da balança comercial”, informa o presidente César Ribeiro.
INCENTIVOS
Entre os incentivos, apontados pelo presidente, está isenção de impostos e contribuições federais (Imposto de Importação, Impostos sobre Produtos Industriais - IPI vinculado, Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante, Finsocial e IOF); PIS e Cofins. As compras, no mercado interno, terão as mesmas isenções de uma exportação normal (relativamente aos impostos federais).
No caso das empresas que se instalarem, no Norte e Nordeste, conforme a lei sancionada terão 75% de redução do IR, que serão concedidos através da Sudene e Sudam. Além disso, as empresas gozarão também de liberdade cambial (não precisam fechar câmbio) e de procedimentos administrativos mais simplificados. Os tratamentos fiscal, cambial e administrativo serão assegurados pelo prazo de até 20 anos, que poderá ser prorrogado.
IMPACTO ECONÔMICO
O presidente destaca que o impacto econômico, com o funcionamento da ZPE Ceará, é enorme. “Quando se traz uma empresa como a CSP, por exemplo, gerando mais de 15 mil empregos, há uma melhora na qualidade de vida do cearense, promoção da difusão tecnológica, melhora o volume de exportações do Estado e do País, equilibrando a balança comercial e promove o desenvolvimento do Estado em nível macro. A CSP vai trazer para o Ceará um incremento de 48% do Produto Interno Bruto industrial, quando ela começar suas operações. Isso é muita coisa” assevera Ribeiro.
SAIBA MAIS
As ZPE’s são distritos industriais incentivados, onde as empresas, neles localizadas, operam com isenção de impostos e liberdade cambial (desobrigadas a converter em reais as divisas obtidas nas exportações). A parcela vendida no mercado doméstico, quando autorizada, paga, integralmente, os impostos normalmente cobrados sobre as importações.
Dentre outros objetivos estão atrair investimentos estrangeiros voltados para as exportações; colocar as empresas nacionais em igualdade de condições com seus concorrentes localizados em outros países, que dispõem de mecanismos semelhantes; criar empregos; aumentar o valor agregado das exportações e fortalecer o balanço de pagamentos; difundir novas tecnologias e práticas mais modernas de gestão; e corrigir desequilíbrios regionais.

Protestos nos terminais geram tumulto e revolta na manhã desta sexta

De acordo com o Sintro, todos os terminais da cidade, juntamente com a rodoviária Engenheiro João Tomé, aderiram ao dia nacional de paralisações
Por volta das 10h30min, os terminais da Lagoa, Parangaba e Conjunto Ceará foram liberados. No Terminal do Siqueira, a paralisação segue, mas sem tumulto. Passageiros aguardam os ônibus sentados do lado de fora do terminal. De acordo com a Polícia, após o confronto no Terminal do Siqueira, oito pessoas foram presas e dois policiais militares ficaram feridos por pedradas.

A avenida Engenheiro Santana Junior, próxima ao Terminal do Papicu, está interditada com ônibus na pista. Motoristas e funcionários da construção civil comandam a paralisação e se organizam para seguir em direção ao Centro, onde às 11 horas haverá um ato pelo Dia Nacional da Luta, na Praça da Bandeira. 
Os motoristas que não aderiram a paralisação não estão entrando no Terminal do Papicu, desviando o caminho. Os ônibus estacionados estão com os pneus furados. 
Terminal da Parangaba encontra-se totalmente paralisado e cerca de dez policiais do Batalhão de Choque encontram-se no local. Trabalhadores da Construção Civil realizaram uma manifestação na tentativa de parar as obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) da região e fecharam por alguns minutos a rua Carlos Amaro, ao lado do terminal.
As atividades no Terminal da Messejana também estão paralisadas. A população aguarda os ônibus do lado de fora do terminal. Não há confronto com a Polícia no local.
No Terminal do Siqueira, onde a revolta da população é mais preocupante, a Polícia chegou a usar bombas de efeito moral para conter o quebra-quebra. Vários ônibus tiveram seus vidros quebrados. Nos terminais do Siqueira, Papicu e Parangaba, principalmente, houve cenas de depredação e ações da polícia através do COTAM.

VIAS CONGESTIONADAS
De acordo com a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC), os dois sentidos da avenida Engenheiro Santana Júnior no cruzamento com a rua Pereira de Miranda estão bloqueados devido a uma manifestação dos trabalhadores da Construção Civil. Na rua Barbosa de Freitas, nas proximidades da Assembleia Legislativa, há também manifestação de trabalhadores, causando congestionamento no local. 
CIRCULAÇÃO DE ÔNIBUS
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) afirmou que está tentando garantir a circulação dos ônibus fora dos terminais. A recomendação do órgão é que a população utilize o Bilhete único para não precisar passar pelos terminais. Além disso, a assessoria da Etufor confirmou que a situação no Terminal do Siqueira, totalmente paralisado e onde houve confronto com a Polícia,  é crítica e recomenda que as pessoas não passem  por este terminal.  

CENÁRIO EM FORTALEZA
Diante do quadro de protestos instalado no País na manhã desta sexta-feira, 30, a situação nos terminais de Fortaleza é de revolta da população e tumulto gerado pela paralisação dos ônibus.
De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Ceará (Sintro), todos os terminais da cidade, juntamente com a rodoviária Engenheiro João Tomé, na Borges de Melo, estão aderindo ao dia nacional de paralisações.
Segundo o presidente do Sintro, Domingos Neto, a previsão é de que a paralisação se estenda durante todo o dia, porém acredita-se que cerca de 50% da frota dos ônibus continue em circulação. Em nome do sindicato, ele pede o apoio de toda a classe trabalhadora "nesta causa que é de todos os trabalhadores que são explorados", disse o presidente.

ENTENDA OS PROTESTOS
Segundo José Batista, coordenador da Central Sindical e Popular (CSP - Conlutas), o objetivo deste dia de paralisações é dar continuidade à jornada de lutas iniciada em junho pela juventude em todo o país, exigindo melhorias do governo, como redução da jornada de trabalho, fim do fator previdenciário,  e mais investimento na saude, educação ,  e transporte público. Ainda segundo ele, os trabalhadores de várias categorias, como professores, enfermeiros, trabalhdores da Construção Civil, entre outros, darão início às 11h a uma passeata, saindo da Praça da Bandeira e indo até o Centro da Cidade, para paralisar as lojas da Cidade.

Dia nacional de paralisações
Os motoristas vivem um dia nacional de paralisação, mobilizados por entidades sindicais como CUT e CGB e CONLUTAS que querem redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais e a derrubada do projeto de lei 4330, que amplia terceirizações no setor público.
Já nas imediações da Assembleia Legislativa, há também grande movimentação de manifestantes ligados ao setor da educação. Os professores, também mobilizados pela CUT e Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), farão um dia de protesto exigindo mais dinheiro para o setor.

Redação O POVO Online

Criança morre carbonizada em incêndio em Caucaia

Balcão Itinerante

Na última sexta feira de cada mês a SETEM leva as comunidades o Balcão Itinerante com os seguintes serviços: Formalização do Empreendedor Individual, Orientação e acesso às linhas de crédito , Palestras , Consultas e encaminhamento a vagas de emprego, pela Casa do Trabalhador (SINE Municipalizado). Nessa sexta (30/08) de 09h às 12h o Balcão Itinerante estará na ABTN - Associação Beneficente Tancredo Neves, rua Vera Cruz - Potira.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Governo propõe salário mínimo de R$ 722,90

O novo valor do salário mínimo deverá ser R$ 722,90. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (29) pela ministra do PlanejamentoMiriam Belchior. Ela esteve no Congresso para entregar ao presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), a peça orçamentária de 2014. O texto deve ser votado pela Câmara e pelo Senado até o fim do ano. O reajuste passa a valer em 1º de janeiro de 2014.

“O novo valor incorpora a regra de valorização do salário mínimo que tem sido uma política importante de alavancagem da renda das famílias no Brasil, que tem nos levado a patamares de qualidade de vida muito superiores”, disse Belchior.

Dupla é presa com explosivos em Caucaia

Dois homens foram presos na noite da última quarta-feira (28) conduzindo 9 bisnagas de explosivos na BR 222, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza.

Homens já possuíam passagem na polícia por atos criminosos. FOTO: DIVULGAÇÃO 

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor e o passageiro de um veículo, de 28 e 25 anos, foram presos por volta das 23h. 

Eles seguiam em um veículo Corsa, na companhia de uma mulher, que afirmou ser garota de programa. Os homens disseram que os explosivos seriam para perfurar um poço. A dupla já possuía passagem na polícia por porte ilegal de arma de fogo e roubo. 

O material e os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil para os devidos procedimentos.

Adolescentes são apreendidos dirigindo
Dois adolescentes foram apreendidos na última quarta-feira dirigindo sem habilitação no Ceará. O primeiro, de 16 anos, foi apreendido em Forquilha, a 208 km da Capital, por volta das 15h.
A segunda ocorrência envolveu um jovem de 17 anos. Ele guiava um veículo em Irauçuba, a 150 km de Fortaleza, e foi apreendido por volta das 17h.
Motociclista é preso com revólver
Um motociclista de 22 anos foi preso em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza, portando um revólver calibre 38 e 3 munições na CE 065. Segundo a PRE, o jovem ainda levava um passageiro, que foi detido por portar documento de identidade falso.
Também na CE 065 um veículo Golf, com queixa de roubo, foi encontrado abandonado e encaminhado à Delegacia de Roubos e Furtos da Capital.

Noite encantada no Iandê Shopping


quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Vagas de Emprego/SINE Municipal

Emissão em: 28/08/2013 às 08h20min.
ATENÇÃO:   
 1. VAGAS DISPONÍVEIS NA DATA E HORÁRIO INDICADOS;                                                      2. NÃO FAZEMOS RESERVA DE ENCAMINHAMENTOS PARA AS VAGAS OFERTADAS
 3. SUJEITO A ALTERAÇÃO.


Litoral Leste: Financiamento com a CAF será assinado nesta quarta-feira (28)

Duplicação 085
O  contrato de financiamento internacional  no valor de  US$ 160 milhões (sendo US$ 48 milhões de contrapartida do Estado), destinado ao  Programa de Valorização da Infraestrutura Turística do Litoral Oeste – ProinfTur, da Secretaria do Turismo do Estado do Ceará (Setur), será assinado pelo governador Cid Gomes nesta quarta-feira (28), no escritório do  Banco de Desenvolvimento da América Latina – CAF (banco composto por países sul-americanos, sediado na Venezuela), em Brasília, às 15 horas, no Setor Administrativo Federal Sul/Quadra 02 - Lote 04 - Bloco /Ed. Via Esplanada - Sala 404. Participam ainda da assinatura, o  secretário do Turismo, Bismarck Maia, e representantes  da  CAF  e do Ministério do Turismo (MTur).




Fazem parte do projeto, iniciado com recursos do Tesouro Estadual no final de 2012, a duplicação da CE 085 (entre Fortaleza e Paracuru), o Aeroporto Internacional de Jericoacoara (cuja pista está em fase de conclusão), e o saneamento básico nas praias de Taíba (São Gonçalo do Amarante) e Flecheiras (Trairi). Além da duplicação, a rodovia, que é a principal via do Litoral Oeste, vai ter dois trechos recuperados. Um deles dá acesso à Praia do Preá, em Cruz; e o outro, vai da sede de Barroquinha até Bitupitá.


Ainda estão previstas 17 intervenções urbanísticas e ambientais em 12 municípios de relevância turística da região. São elas: urbanização da faixa de praia com calçadão, ciclovia, jardins paisagísticos e iluminação cênica; mobiliário urbano; criação de espaços para a prática esportiva, e construção e/ou duplicação de acesso a praias.



Descrição: https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gifSomado a estes itens, vão ser promovidas qualificação profissional e empresarial e requalificação e proteção de recursos naturais. Outras estradas e projetos urbanos atualmente em análise pela Setur vão ser incluídos no ProinfTur.


Ações preventivas:


- Projetos de melhoria urbana local e restauração de acessos a áreas de uso público;

- Construção de áreas para a prática esportiva;
- Construção e expansão dos sistemas de água potável de Flecheiras e Taíba;
- Estudos Ambientais;
- Apoio à Unidade de Conservação e Área de Proteção Ambiental do Estuário do Rio Mundaú;
- Aeroporto Internacional de Jericoacoara (pista e Terminal de Passageiros e Serviços – TPS);
- Duplicação de 62,26 quilômetros da CE 085 entre Fortaleza e Paracuru nos trechos: Cauípe/Variante do Pecém, Variante do Pecém (contorno do Complexo Industrial e Portuário do Pecém – CIPP), e CIPP/CE 341, na entrada de Paracuru
- Auditorias externa e de segurança.

 
 


MUNICÍPIOS E DESTINOS CONTEMPLADOS
INTERVENÇÕES
Jijoca de Jericoacoara
Jericoacoara
Melhorias urbanísticas à beira-mar;
-Estacionamento, caminhos para pedestres e pontos de acesso às lagoas.
São Gonçalo do Amarante;
Taíba
Saneamento básico (abastecimento d'água e esgotamento sanitário).
Trairi:
Flecheiras e Mundaú
-Saneamento básico (abastecimento d'água e esgotamento sanitário) em Flecheiras;
-Melhorias urbanísticas à beira-mar em Mundaú.
Paraipaba
Lagoinha
-Melhorias urbanísticas à beira-mar; - Construção de Mirante.
Itapipoca
Praia da Baleia
-Melhorias urbanísticas à beira-mar;
-Recuperação de trechos da CE 085: Barroquinha/Bitupitá e acesso à Praia do Preá.
Amontada:
Icaraí de Amontada
Itarema:
Praia da Barra e Guajiru
Acaraú:
Arpoeiras
Cruz:
Praia do Preá
Camocim:
Maceió
Barroquinha:
Bitupitá
Paracuru:
sede


Serviço
Assinatura empréstimo internacional Setur CE/CAF
Dia 28/08, 15h
Local: CAF
Setor Administrativo Federal Sul
Quadra 02 - Lote 04 - Bloco D
Ed. Via Esplanada - Sala 404

27.08.2013

Assessoria de Comunicação da Setur
Carmen Inês Walraven - Tunay Moraes Peixoto
+55 85 3001.4654 – 3101.4661 – 8732.2041
facebook.com/seturce – twitter.com/seturce

Ampliação do Pecém deve começar com 1,5 mil operários


Concessão da Licença de Instalação depende só do pagamento de taxas por parte da Secretaria da Infraestrutura

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) deverá liberar a Licença de Instalação (LI) para as obras da segunda etapa de expansão do Terminal de Múltiplo Uso (Tmut) do Porto do Pecém, um ano e oito meses depois da licitação. Agora, a concessão da licença depende apenas do pagamento de taxas por parte da Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra), o que, segundo a assessoria de imprensa do órgão, deve ser agilizado para que o licenciamento seja publicado no Diário Oficial da União (DOU).

Serão empregados R$ 568 milhões na 2ª etapa de ampliação do terminal
Foto: Rodrigo Carvalho

A segunda fase de ampliação do Porto do Pecém, cujo investimento é da ordem de R$ 568 milhões, deve reunir em torno de 1.500 trabalhadores. Mesmo após a licitação, as empresas vencedoras não puderam iniciar os trabalhos, devido à não liberação do Ibama, que já analisava, há um bom tempo, o estudo ambiental do empreendimento.

A Licença Prévia para a obra foi expedida pelo Ibama em junho deste ano, conforme publicou o Diário do Nordeste na edição do último dia 20 de junho. A liberação da Licença de Instalação foi anunciada por diversas vezes, mas os prazos não foram cumpridos.

O consórcio Marquise/QG/Ivaí, vencedor da licitação, será o executor das obras num prazo de 30 meses, a contar da data de assinatura da ordem de serviços. De acordo com o diretor de engenharia de infraestrutura da Marquise Engenharia, Renan Carvalho, o canteiro de obras já está instalado.

Obras em até 30 dias

Ele informa que a mobilização das equipes e máquinas para os primeiros serviços será realizada a partir da autorização da Seinfra, em até 30 dias.

A expectativa da Cearáportos - empresa que administra o Portuário do Pecém - é que a expansão seja concluída em 2015. As obras, segundo a companhia, darão maior suporte às operações com carga geral, especialmente com produtos de siderurgia.

A nova ampliação deverá atender aos futuros empreendimentos previstos para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) - em implantação -, e as necessidades da Ferrovia Transnordestina, com trecho até o Pecém.

Empregos

"O cronograma para a conclusão de toda a obra é de trinta meses e deveremos contar, na fase mais aguda da obra, com aproximadamente 1.500 colaboradores". Nesta segunda etapa da expansão, o terminal portuário receberá uma nova ponte de acesso ao quebra-mar existente com 1.520 metros de extensão, pavimentação de 1.065 metros sobre o quebra-mar; a ampliação do quebra- mar em cerca de 90 metros; o alargamento em cerca de 33 metros da ponte; a construção de 600 metros de cais com dois berços de atracação de navios cargueiros ou porta-contêineres.

Carga geral

Estes últimos equipamentos serão voltados para operação com carga geral e produtos da CSP e da ferrovia Transnordestina. Está prevista também a ampliação do pátio da retro-área de aproximadamente 69.000 metros quadrados. Os dois berços de atracação serão voltados para a exportação de placas da siderúrgica, enquanto a Ferrovia Transnordestina utilizará provisoriamente o Terminal de Múltiplas Utilidades (TMUT), cuja primeira etapa já foi inaugurada, até ter o seu próprio terminal.

Para o secretário da Infraestrutura do Estado, Adail Fontenele, "os investimentos no terminal portuário são fundamentais para fomentar a captação de empreendimentos de grande porte para o Estado, pois resultarão em impactos positivos na economia estadual".

Primeira expansão

A primeira etapa de expansão do porto aconteceu em 2011, com a construção do Terminal de Múltiplo Uso (Tmut), composto por dois berços, para atender navios porta-contêiner; ampliação do quebra-mar para mil metros; e o prolongamento da ponte existente, de 348 metros.

Com isso, o Terminal ficou apto a receber a crescente demanda de movimentação de contêineres e carga geral. A capacidade estimada de movimentação de contêineres foi ampliada de 250.000 TEUS/ano para 760.000 TEUS/ano.

O investimento foi de cerca de R$ 410 milhões, recursos do próprio caixa estadual e também financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O BNDES também irá financiar parte dos R$ 568 milhões previstos para a segunda etapa da ampliação do Porto do Pecém. O restante será bancado pelo Estado.

dn

Os índios Tapeba, do município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, venceram mais uma etapa na luta pela demarcação das terras.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Makro começa operações na CSP


A empresa Makro Engenharia, contratada pela sul-coreana Posco para executar serviços de movimentação de cargas na Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), iniciou suas operações no local, segundo informou a usina. Conforme a companhia, deverão ser usados mais de dez equipamentos, com capacidades que variam de 25 a 450 toneladas.

Por conta do transporte de equipamentos, alguns trechos entre o Porto do Pecém e a ZPE deverão sofrer alterações estruturais Foto: Divulgação

Entre os equipamentos a serrem utilizados, estão guindastes FUWA QUY 250 (sobre esteiras), com capacidade 250 toneladas, e o Liebherr LTM 1220 (sobre pneus), com capacidade para 220 toneladas. Ambos já estão em operação. O guindaste sobre esteiras iniciou o descarregamento de colunas e vigas, chamadas "crane girder", que pesam até 100 toneladas.

A CSP informou que as primeiras frotas de guindastes foram mobilizadas ainda no último mês. Há ainda entre os equipamentos um guindaste com capacidade para 450 toneladas que, será utilizado para a movimentação de estruturas metálicas.

O Liebherr será utilizado no Alto-forno (Blast Furnace), onde viabilizará a pré-montagem e a montagem dos anéis da estrutura da Carcaça do Regenerador (Hot Stove Shell).

Alterações

Por conta do transporte de equipamentos, alguns trechos entre o Porto do Pecém e a Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE) deverão sofrer alterações estruturais, entre as quais estão a retirada de postes, remoção de parte da fiação e adequações da calçada e da pista. Ao todo, mais de 90 equipamentos pesando entre 25 toneladas e 750 toneladas deverão ser içados durante o pico de obra. 

dn